Páginas

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Copinha 2017: Resultados da 4a Rodada

Prezados Torcedores Responsáveis,

Seguem, abaixo, os resultados e comentários da quarta rodada da Copinha 2017! Algumas equipes se despediram da competição - mas terão seu esforço devidamente premiado com medalhas. Outras, terão de fazer um jogo complementar dia 25/11; e as finais serão dia 26/11. 

No link abaixo, mais fotos no nosso álbum:

[Selfie e apoio da torcida! Valeu!!]

Sub 14 - Costa do Marfim 1x2 Japão
A geração do Colégio São Vicente, nesta categoria, é muito forte, física e tecnicamente. Tem sido muito difícil enfrentá-los. Assim, nossa equipe apostou numa marcação forte de meio de quadra, em Y, treinada durante a semana, com saída rápida pelos lados. Conseguimos endurecer o jogo e desestruturar a jogada de centro do pivô adversário. Levamos dois gols, mas nunca 'saímos' da partida. A Costa do Marfim compreendeu a intensidade do jogo e ainda fez belo gol no final, em jogada ensaiada de escanteio. Tivemos também boas chances de bola parada na entrada da área após contra-ataques bem executados, mas não convertemos em gol. Ficamos muito satisfeitos com o rendimento do time, pois tiveram a maturidade necessária para jogar de acordo com o que a realidade exigia. Ainda jogamos dia 25 para definir a vaga!

Sub 14 - Polônia 0x5 Rep. Tcheca 
Numa tarde infeliz, a Polônia não conseguiu apresentar bom futsal. Diferente da Costa do Marfim, os jogadores, após os treinamentos da semana, não 'compraram' a proposta de marcação em Y. Conversamos todos e, assim, resolvemos ir à quadra com nossa formação original. No primeiro tempo conseguimos endurecer a partida, mas após levarmos o segundo gol, desmoronamos. Ficamos sem alternativas, e é muito difícil enfrentar um adversário tão forte sem algum recurso que o surpreenda. Talvez a equipe estivesse demasiado crente na boa exibição anterior, mas cada jogo é um jogo... Enquanto ainda lutávamos pelo resultado, no pedido de tempo foi falado que estávamos marcando até de maneira razoável mas, ao retomar a bola, estava faltando tranquilidade para trocar passes, tentar uma jogada... estava faltando futebol! A bola longa não funcionava mais e, ao final, já não tínhamos confiança para evoluir. Uma tarde para esquecer - muito embora fique a aprendizagem sobre a necessidade de reconhecer a força do adversário e a necessidade de tentar surpreendê-lo. Jogamos dia 25 para definir a vaga!


[Zé Ricardo, atual treinador do Vasco, prestigiou a competição!]

Sub 8 - Irlanda 0x0 Croácia
Enfrentamos uma equipe com apenas três jogadores na linha - e ainda assim encontramos dificuldades! Tivemos o controle da partida e dominamos as ações, mas não conseguimos acertar o último passe para uma boa finalização. Nesta categoria, é comum isso acontecer: pela imaturidade dos pequenos jogadores, muitas vezes uma superioridade numérica não se traduz em vitória. Tentamos de tudo: mudamos posicionamento, conduzimos a bola pela esquerda e pela direita; fazíamos a bola chegar, pelos lados, até a meia quadra ofensiva - mas aí a Croácia conseguia se agrupar e tirar a bola antes de nosso chute final. O time deles se portou bem na defesa e buscou o gol em passes longos do goleiro, mas isso neutralizamos. Ainda temos um jogo, dia 25, para definir nossa colocação!

Sub 12 - EUA 2x1 Equador
É sempre difícil jogar contra amigos da mesma escolinha, mas as equipes fizeram ótima partida, disputadíssima até o final. Os EUA estão vindo em arrancada e precisavam da vitória para garantir a classificação. Fora com tudo pra cima, se aproveitando do desfalque do armador do Equador. Muito forte fisicamente, impôs seu jogo e “empurrou” o adversário para a defesa a cada lance. Já o Equador teve que se reinventar. O fixo Fred, melhor jogador em quadra, conduziu a equipe ao ataque pela ala, levando sempre muito perigo. Após os EUA abrirem 2x0 no placar, o Equador conseguiu fazer seu gol e seguiu pressionando até o fim.  Agora, lutará pela vaga na última rodada, dia 25 - vamos com tudo!

[Espanha: despedida e gols perdidos]

Sub 10  Espanha 0x3 França
Com formação diferente da rodada anterior, a Espanha fez um primeiro tempo correto. Tentando começar as jogadas pela ala, no entanto, tinha dificuldade em finalizá-las. Como levou um gol bobo no início da partida (nosso goleiro teve a visão obstruída e um chute fraco entrou no cantinho) e precisava buscar o resultado, voltamos para o segundo tempo com mudanças que funcionaram. O time partiu com tudo pra cima do adversário, criando muitas situações de gol  pelo meio. A bola teimava em não entrar. Aos poucos parecíamos perder o ímpeto. Então levamos dois gols em contra-ataques e o placar terminou em 3x0, com méritos para a França que soube finalizar e matar a partida. Fica o velho aprendizado do futebol: quem não faz... leva! Até a próxima!


[Sérvia: alegria e gol suado]

Sub 8 - Sérvia 1x0 Coréia do Sul
A Sérvia fez jogo muito disputado contra a aguerrida equipe da Coréia do Sul e conquistou a vitória pelo placar mínimo! Com esse resultado, vamos para a última rodada da Copinha com chances de título. Nosso time apresentou dificuldades em sair da defesa para o ataque trocando passes, e abusou da ligação direta do goleiro para os pivôs. Na defesa, como já mostrou em outras partidas, jogou com organização e vontade, formando uma barreira à frente do goleiro, que acabou sendo pouco exigido. A equipe foi premiada com o gol ainda no primeiro tempo, em lance de muita raça do nosso pivô, que lutou pela bola no campo adversário e, rebatendo chutão do jogador adversário, tirou o zero do placar. Vamos com tudo para o próximo jogo, dia 25/11!


[Itália: é preciso saber vencer]

Sub 10 - Itália 3x3 Bélgica
Difícil escrever sobre a Itália. Talvez porque tenha sido muito difícil, para esta equipe, jogar a competição. Não é nada fácil sair sem uma vitória - mas nós tentamos. E como! E que dizer desta última partida, nossa melhor partida, na qual a tão sonhada vitória nos escapou por entre os dedos? Pais e treinador, suando, empurrando, correndo junto com a equipe, chutando bolas imaginárias! Chegamos a abrir 3x1 com uma apresentação mais potente, incisiva. Três a um. Talvez, por isso, um relaxamento crucial: esperar a partida terminar, que vontade de soltar um grito de vitória, aimeudeus... ops, três a dois... ah, mais uma chance pra nós, vamos fazer o quarto, ai, a bola não entra, foi pênalti?? Um lateral improvável para o adversário, não há de acontecer nada... até que... a bola encobre nossa defesa... um jogador por trás, a gente treina isso, peralá... foi parar em nossas redes... Oh, céus! Que fazer? Que fazer?

Aprender. Continuar jogando futebol. Pude dizer a eles que este jogo, este sim, estava em nossas mãos. Que é preciso saber definir a partida. E que, dentro de quadra, não se pode ficar torcendo para que o jogo termine. Fomos superiores durante todo o tempo. Assim como é preciso saber perder, também é preciso saber... vencer! Até a próxima!

Sub 10 - Suíça 4x0 Suécia
Com ótima atuação individual e coletiva, a Suíça venceu muito bem o jogo desta rodada. Alguns combinados foram feitos para que se evitasse a confusão da última partida. Entramos assim com estratégia e posições bem definidas, o que considero fundamental em partidas infanto-juvenis. É precisamente isto o que dá a segurança, o suporte para as boas jogadas individuais e as atitudes mais arriscadas. Os gols foram saindo com naturalidade, com destaque para Lucas Bond que, além de ter feito ótima Copinha, foi escalado para anular o melhor jogador adversário e assim o fez - conseguindo ainda levar a equipe ao ataque em velocidade. A Suíça aguarda a rodada complementar de outras equipes para saber se continua na competição!

Sub 12 - Argentina 1x1 Paraguai
A Argentina dominou as ações da partida, apresentando atuação correta do seu conjunto, que tem se mostrado bem entrosado. Individualmente, no entanto, não estávamos com a melhor das inspirações, pecando no passe final ou na conclusão das jogadas. Corremos poucos riscos, já que dominamos a partida e ao adversário restaram as bolas longas e os chutes distantes do goleiro. Num desses, aliás, após termos aberto o placar, ele acertou uma bomba de muito, muito longe no ângulo esquerdo do nosso goleirão - que nada pôde fazer. Indefensável. A partir daí retomamos o controle do jogo, mas não conseguimos a vitória. A equipe lidera a categoria e joga dia 25/11 para tentar carimbar a ida às finais - vamos com tudo!! 


[Tamo junto!]
***
"Assim é a vida: cair sete vezes e se levantar oito." (Provérbio japonês)

Aos que não irão mais jogar, nosso agradecimento, pelo suor e pelo carinho! Pela paciência e também pelo compromisso. Nós do Chutebol nos orgulhamos muito de, em todos esses anos, jamais termos levado um WO, que é quando as crianças não aparecem para competir. Isto é resultado de entendimento mútuo e diálogo, com jogadores e familiares. Obrigado!

Para aqueles que ainda jogam, um lembrete: existe um tipo de aprendizado que faz parte do impossível de nossas vidas. Saber ganhar um jogo, definir uma partida, disputar uma bola decisiva, pode ser narrado, contado, imaginado ou avisado por pais e professores; no entanto, no calor do jogo, ali aonde a parada se decide, não há papai, mamãe, professor ou entidade divina que faça pelo jogador aquilo que ele deve ter o estalo de fazer. Este é um ensinamento impossível, na medida em que só se aprende vivendo. É a vida, em si, que ensina. 

O futebol é categórico, maravilhoso e cruel, quando se trata deste tipo de ensinamento impossível.

Aprendamos.

Até breve!

Aquele abraço, saudações esportivas

4 comentários:

fabio disse...

Pra cima deles Sérvia!!!!!!

Estevão disse...

Valeu, Rodrigo! Parabéns por mais uma rodada de alegrias e emoções! Suíça dependendo de resultados dos outros é demais! O time jogou bem melhor do que nas partidas anteriores. O Yuri, por exemplo, acho que vinha abaixo do que sabe e neste jogou bem. Destaco o Ravi, que jogou quase o tempo todo, batalhou muito e fez dois gols. Ele estava radiante depois da partida. Eu estava ao lado dos seus avós na arquibancada, que vieram parabenizar o Felipe também. O Felipe também ficou feliz com a vitória por um bom placar.
Um abraço

Fred disse...

Registre-se, novamente, a belíssima "ação de comunicação" que vc promoveu antes das pelejas. Com a qualidade e eficiência que muitas empresas internacionais não têm. Com a sensibilidade, com o carinho e a atenção que só o Chutebol tem.

Rodrigo Tupinambá Carvão disse...

Valeu, galera!!