Páginas

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Copa Futsal 2016: Resultados da 2a Rodada

Caríssimos (as),

Confiram os resultados e comentários da 2a Rodada da Copa do Mundo de Futsal 2016! Já começamos a montar nosso álbum com fotos de pais e amigos. Clique no link abaixo para acessar - e mande as suas:


Resultados da 2a Rodada:


Nigéria 2x0 Japão (sub-14)

A Nigéria conseguiu sua primeira vitória na competição com uma mudança de estratégia e, sobretudo, de postura: se propôs a ficar com a bola nos pés e, com um bom jogo, envolveu o adversário. Méritos para uma equipe que cumpriu com os treinamentos e apresentou determinação para vencer a partida.

[Nigéria unida]

Peru 7x1 Equador (sub-12)

O Peru encarou um Equador que vinha de derrota, mas não não quis saber de conversa: sapecou um estrondoso 7x1 pra cima do adversário que, após o ótimo primeiro tempo de nossa equipe, demonstrou abatimento. O Peru jogou com inteligência e objetividade, construindo a goleada.

[Entrando em quadra!]

Uruguai 1x1 EUA (sub-12)

O time do Uruguai fez a partida mais dramática da copinha até o momento. Enfrentou a ótima equipe dos EUA, que tem porte físico muito forte. Mas não nos intimidamos, abrimos o placar e tivemos chances de ampliar, com uma marcação agressiva. O adversário reagiu e empatou, o jogo estava muito bom. A arquibancada de cabelo em pé! Foi quando Rafinha, do Uruguai, numa dividida com o goleiro, sofreu uma queda espetacular. O jogo ficou paralisado para atendimento (ele teve de abandonar a partida para ir ao hospital. Quebrou a clavícula e passa bem, mas vai precisar de 15 dias de imobilização). Quando a bola rolou novamente, o Uruguai manteve a postura e saiu de quadra com este empate. Se mostrou um time valente e corajoso, que nos encheu de orgulho!


[No estaleiro]

Gana 1x1 México (sub-8)

Num jogo muito equilibrado, Gana jogava bem, abriu o placar e empolgou sua torcida (aguerrida e uniformizada!!). Buscava mais um gol pelos lados da quadra para se tranquilizar. O México contava com um jogador habilidoso que nos deu muito trabalho. Tivemos algumas oportunidades para deslanchar na partida, mas não conseguimos ampliar e levamos um gol. Poderíamos ter venciado pelo maior volume de jogo, mas o empate acabou sendo um resultado justo. Gana está na briga!



Camarões 4x1 Coreia do Sul (sub-8)

Camarões teve outra atuação muito boa e saiu premiado com uma goleada que foi tomando forma aos poucos. Manteve o controle do jogo, se mostrou muito firme na defesa e decidida no ataque. Empolgou a torcida com belas jogadas, é líder e vai lutar pelo caneco da categoria!


Bélgica 2x1 Alemanha (sub-10)

Num jogo muito disputado, a Bélgica conseguiu outra vitória e é líder isolada. É uma equipe que se mostra um tanto irregular, ainda oscila bastante - mas apresenta uma intensidade que, até o momento, tem feito com que vença suas partidas. Pode evoluir taticamente, no posicionamento de seus jogadores. Mas o fato é que tem conseguido, no final, se impor e vencer os jogos. Vai firme rumo à classificação!




Inglaterra 0x0 Suíça (sub-10)

A Inglaterra precisou lutar contra dois adversários nesta rodada: a valente equipe da Suíça e a sua própria ansiedade em definir a partida. É um time confiante e com muito potencial, mas teve a oportunidade de aprender que as vitórias não acontecem por magia e tampouco caem do céu. Elas são construídas aos poucos, com intensidade mas também com lucidez e calma para trabalhar as jogadas com passes. Do outro lado existe um adversário querendo vencer, também. Criamos chances, não chegamos a jogar mal, mas acredito que, com um pouco mais de tranqulidade, podemos jogar melhor para definir um jogo. E, insisto, construir as vitórias. Estamos na briga!


[Cercado!]

Portugal 2x2 Itália (sub-10)

A situação de Portugal é curiosa: ainda não venceu, mas ainda não perdeu. O time se mostra raçudo e com boa marcação, chega forte nas divididas. Tem faltado, porém, poder de fogo para balançar as redes adversárias e assegurar a vitória. Mas sobra disposição para não se entregar, e foi o que aconteceu nesta partida. Estávamos perdendo por 2x1 e buscamos o empate - mas não conseguimos o desejado triunfo. Esperamos, com modificações no posicionamento de alguns jogadores, que a equipe renda melhor ofensivamente. Assim, imaginamos, poderemos vencer as partidas que restam rumo às semifinais!


Austrália 0x2 Rússia (sub-14)

Dentre nossas equipes, a Austrália é aquela que ainda não encontrou sua maneira de jogar. Na partida que fez contra a Rússia, lutou muito, correu, se doou. Disso não podemos reclamar. Mas não encontramos ainda um padrão de jogo: é um grupo no qual apostávamos na velocidade e nos contragolpes - mas isso não tem sido bem realizado. Está faltando bola mesmo, como se diz na gíria. Talvez um pouco de calma, e isso vem com a confiança. Difícil é que o torneio é curto e contamos apenas um empate e uma derrota em dois jogos. O trabalho com este grupo, agora, é o de mostrar firmeza e companheirismo: seis dos sete jogadores ali já foram campeões da copinha e hoje passam por fase difícil - mas, perdendo ou ganhando, estamos juntos para o que der e vier. Vamos reagir!

> Lembramos que todas as equipes jogam 04 rodadas, em grupo único; ao final destas, os 04 melhores colocados disputam as semifinais. Na categoria sub-8, por combinação dos professores, não há final (o estresse competitivo, assim como entendemos, precisa ser modulado de acordo com a idade). No sub-8 equipe que pontuar melhor ao longo das rodadas garante o caneco por pontos corridos!

***

[Uniformizada: vai, Gana!!]

A transformação do professor em treinador, na fantasia que envolve os campeonatos infanto-juvenis, é tarefa das mais complicadas. É preciso montar as equipes de acordo com critérios e treinamentos prévios ao longo do ano; apostar em combinações de jogadores que, muitas vezes treinam em turmas diferentes; ficar atento ao desempenho sem abandonar o essencial dos processos pedagógicos e de aprendizagem que devem ser proporcionados aos jogadores.

Assim, tem sido muito importante o apoio e a compreensão dos pais, em especial quando as coisas não dão certo dentro de quadra. Num projeto de educação pelo esporte, os momentos de frustração e de dor dependem deste suporte para que possam ser digeridos, elaborados. Os jogadores erram, os treinadores se equivocam. Mas tudo isso, se assimilado com alguma tranquilidade, vira alicerce para muitas viradas. E aí, na vitória, só nos resta explodir. De alegria.

Agradecemos pela torcida, o barulho e o carinho de vocês!

Aquele abraço, saudações esportivas

2 comentários:

MARIO BRAILE disse...

Bom dia a todos.
Quero agradecer em nome do Rafinha o carinho de todos. Este é o diferencial que me levou a manter o Rafa na escola de futebol , mais que a técnica , por este excelente ambiente social e de amizade.
O Rafinha esta passando bem , se recuperando....Creio que logo ,logo estará correndo pela quadra de nove
Abs Fraternos a todos

Rodrigo Tupinambá Carvão disse...

Valeu, Mario!

Estamos juntos!

Estamos na torcida pelo nosso amigo!

Um abraço e até breve