Páginas

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Esquecimentos

Caríssimos (as),

As férias de Julho vêm aí e o Chutebol vai tirar um recesso, um recessinho de uma semana. Essa semana a bola ainda rola, mas semana que vem não tem aula nem postagem... Para fechar o semestre, então, nada melhor do que aquela pausa no tempo. Pedimos ajuda aos poetas, que sabem das coisas. O visceral Arnaldo Antunes nos socorre, logo ali embaixo.



Bem sabemos que outro poeta (vocês hão de lembrar quem) já avisou que o tempo não para. Tudo bem, nos resignamos - mas isto não quer dizer que não existam maneiras distintas de se relacionar com ele. Ele, o tempo. 


Pensando bem, talvez exatamente aí resida o fio da meada em poder respirar noutro ritmo, brincar um pouquinho e até jogar com a molecada. Porque é preciso, como vai nos lembrar o Arnaldo, esquecer um pouquinho de si, entrar num tempo diferente - ou até num túnel do tempo (será que alguém lembrou de sua infância, jogando bola aí nas fotos??).


Agradecemos aos familiares pelo carinho com o Chutebol. As crianças simplesmente a-do-ram quando os pais vão lá jogar. Aquele abraço, saudações esportivas!


Coleção de esquecimentos

eu tenho uma coleção de esquecimentos
e apenas duas mãos para ver o mundo
meu dia passa inteiro num segundo
mas nada abafa a voz dos meus pensamentos

nem frontal e nem melatonina
eu tenho as saudades de um soldado
do que haveria de ser o meu passado
de tudo que escapou da minha sina

desculpas, culpas, lapsos de sinapses
impregnam minha corrente sanguínea
e sigo apassivando a carne ígnea
e aplainando os vértices dos ápices

eu sou o super-homem submisso
às rotas da rotina e ao tempo escasso
enquanto esqueço do próximo passo
anoto um outro novo compromisso

queria estar a sós comigo mesmo 
e ter a eternidade toda em torno
desfalecer no fogo desse forno
até me desfazer como um torresmo

[Arnaldo Antunes, 'Aqui ninguém precisa de si', 2015]

4 comentários:

Anônimo disse...

Que lindo Rodrigo, euadoro o Arnaldo Antuness, não conhecia esse poema, obrigada!

Rodrigo Tupinambá Carvão disse...

Valeu! =)

Alice disse...

Especial professor.
Aqui, Alice, vó afetiva do Bento.
Admiro seu trabalho.
@lice

Luiz disse...

Obrigado pela oportunidade de jogar com o Nando, ele ficou muuuuito feliz, e me fez sentir um garoto - pois há 21 anos eu não colocava o pé numa bola! Boas férias, obrigado!