Páginas

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Copa Futsal 2014: Resultados da 2a Rodada

Prezados Torcedores Responsáveis,

Seguem abaixo os resultados da 2a Rodada da Copa do Mundo de Futsal 2014 - as fotos da competição estão no link: Álbum da Copa Futsal 2014 (clique). Ou ainda na barra direita (canto inferior) do blog.

Mande suas fotos pra nós!

[O Japão se recuperou e goleou: 4x0]

Uruguai 1x2 México [sub-12]
Peru 4x3 Paraguai [sub-12]
Espanha 2x2 Portugal [sub-10]
Itália 1x1 Suécia [sub-10]
Austrália 4x0 EUA [sub-12]
Japão 4x0 Nigéria [sub-14]
Suíça 0x0 Croácia [sub-10]

*Comentários:

Podemos dizer que os resultados foram bons, de um modo geral, nesta segunda rodada. Até agora disputamos 14 partidas na competição e perdemos apenas duas. Lembrando de alguns momentos marcantes, o Japão jogou com uma disposição e intensidade que ainda não havia apresentado, por isso venceu muito bem; que a Austrália portou-se taticamente impecável; que Espanha e Suíça jogaram bem e fizeram jogos duríssimos e emocionantes apesar do empate; que Itália e Uruguai não estiveram em seus melhores dias; e que o Peru mostrou uma boa técnica e venceu bem, mas ainda nos parece uma equipe irregular, alternando ótimos momentos com desatenção na partida. 

Agora, de verdade, o que mais importa pra nós é poder perceber evolução nos jogadores e nas equipes: posicionamento, alternativas de jogo, amadurecimento emocional. Às vezes podemos perceber maior evolução numa derrota do que numa vitória - isso em nada contradiz o desejo de vencer. O que tem saltado aos olhos é o equilíbrio do torneio este ano, e também de um nível mais alto do futsal apresentado pelos diversos times. Acredito que, por ser um evento que vem sendo realizado ano após ano, os jogadores e as agremiações vão se conhecendo, se aprimorando mais, treinando mais - e tudo isso resulta numa maior competitividade.

Uma dúvida comum dos pais é se 'pode ficar gritando com o jogador?'. O que costumamos apresentar aos alunos é que há lugares distintos no imaginário da competição: o pai vira 'torcedor'; o professor vira 'treinador'; o aluno vira 'jogador'. A fantasia entra em cena. Assim, contanto que as partes possam dialogar e se expressar, sem no entanto perder de vista o lugar de cada um, a torcida é algo absolutamente natural e desejável numa partida! O aluno/jogador vai percebendo aos poucos a importância de se ater aos combinados da equipe, e isso inclui estar lá naquele caldeirão com uma arquibancada que quer ajudar, à sua maneira. Sem problemas.

Acredito que uma questão fundamental neste cenário complexo (uma simples partida de futebol!) diz respeito a como lidar com os erros. O jogador erra, o treinador erra, o árbitro erra, o torcedor... bem, este não erra - mas também não joga. Logo, para a molecada que está lá na quadra se esforçando, com o sangue quente, é fundamental não perder a espontaneidade. Procuramos estabelecer uma proposta de jogo em cima da qual cada um possa criar à sua maneira, mantendo uma ideia de conjunto. Para o fulano carregar a bola com liberdade e criar, sicrano deve estar na cobertura - e por aí vai. Neste engrenagem se forma uma equipe.

Para cada falha de algum de nós, o que se espera dos adultos é que sejamos isso: adultos. Para que o aluno/jogador em formação possa atravessar seus desafios minimizando o medo de errar. Poder jogar, errar, se refazer, acertar. O futebol é um esporte muito duro e particularmente cruel às vezes, mas a cada grito de gol são toneladas de alegria que compensam todo um esforço.

Obrigado pelo apoio das famílias e até a próxima rodada!

2 comentários:

André disse...

Ótima análise dos jogos. Abs

André Castro

Rodrigo Tupinambá Carvão disse...

Valeu!