Páginas

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Torneio à Vera 2014

Prezados Torcedores Responsáveis,

É com muita alegria que começaremos a disputar, nesta semana, o já tradicional 'Torneio à Vera'! Vamos explicar como funciona pra ficar tudo direitinho, fiquem ligados! 

[Torneio à Vera em 2013]

É assim: cada turma é dividida em duas equipes (pelos professores). Cada equipe escolhe seu nome e um capitão. O torneio é disputado na própria aula. Assim, a aula transcorre normalmente mas, no momento do jogo, do futebol propriamente dito, eles jogam sempre pela mesma equipe. E as partidas valem pontos. Ao final das do mês, teremos a equipe vencedora em cada turma (a que somar mais pontos). 

Ah, uma coisa: a molecada das turminhas de 04 a 06 anos ainda não compete. Em nossa metodologia, essa galerinha tem é que brincar muito antes de competir!

Voltando ao 'Torneio à Vera', cada turma só joga entre si - não há confrontos entre as turmas, nem contra ninguém de fora do clube. A ideia disso tudo? Preparar os jogadores para períodos de competição e jogos mais difíceis que vêm por aí! Calma, calma; jogadores e pais ficarão sempre a par das notícias e dos eventos. O importante é que a ideia central, que caracteriza o trabalho do Chutebol, é exatamente preparar a criança para que ela possa experimentar a competição de uma maneira positiva, com todo o desafio que esta traz consigo. No entanto, é ledo engano pensar que basta colocar uma chuteirinha e ir lá, mandar ver. Claro, isso existe, sempre existiu e vai continuar existindo. Mas não é todo mundo que se sente bem assim.

Em nossa experiência, entendemos que é um universo muito rico que convoca a criança: pai e mãe na arquibancada, o treinador cobrando, a vontade de vencer, o medo de perder, a relação com os amigos do time... Então, poder jogar ao longo de 01 mês inteiro, com os próprio colegas de turma, oferece a oportunidade de competir entre os seus - ou seja, de se adaptar às exigências de uma maneira gradativa, no próprio cotidiano das aulas. E, ao mesmo tempo, já provoca emoções mais profundas, exige da atenção, do posicionamento, dos treinamentos, da gana de ganhar. E de poder lidar com as coisas quando elas não saírem tão bem, não é mesmo?

Essa é a nossa sequência: Brincar > Jogar > Competir. Pergunte ao seu craque como se chama a equipe dele, pra ver se ele está esperto... Os pais estão convocados a, quando puderem, passarem lá para dar aquela força!

Aquele abraço, saudações esportivas

3 comentários:

Paola disse...

Obrigada Rodrigo, pelo email e iniciativa !


Abraços esportivos,

Anna disse...

Sou fã de vcs!!

Rodrigo Tupinambá Carvão disse...

Valeu pela força de sempre!!