Páginas

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Chutebol pra pensar

Paixões clubísticas à parte: o zagueiro Wallace, do Flamengo, revela em entrevista o seu gosto por literatura e filosofia e, com uma simplicidade muito bem-vinda, argumenta que, digamos assim, "o futebol não está preparado para certos questionamentos". O vídeo é curtinho e vale muito a espiada.


Pois é, o Chutebol endossa o zagueiro porque seu meio, de verdade, ainda é dos mais tacanhos e grosseiros no Brasil, em larga maioria. Futebol é suor, disposição e talento; mas, sem pensar, ninguém enxerga um palmo à frente do nariz - e nossos cartolas estão aí para provar isso mesmo!

Aquele abraço, saudações esportivas

2 comentários:

Hippies de Ray Ban disse...

Por um lado a tosquice do mundo do futebol revela a simplicidade das pessoas que trabalham ali, especialmente os ídolos, o que é bacana, mas por outro move um desrespeitom especialmente pela imprensa especializada, que fomenta paixões se aproveitando do despreparo dos atletas nas suas declarações. Edmundo, o animal, disse certa vez, com razão, que boa parte do povo brasileiro, especialmente os mais esclarecidos formadores de opinião, embora aplaudam o jogador na ocasião do espetáculo, no fundo consideram-no um merda, um favelado que ascendeu na vida por sorte de ter nascido com um talento físico-motor, como se não fosse digno do dinheiro que ganha e da importância que tem, e portanto sempre criticados e colocados à exposição cruel.

Rodrigo Tupinambá Carvão disse...

Ótimo comentário, Hippies! Para ficar claro no entanto, a tosquice a que o Chutebol se referiu foi em especial dos cartolas, que não se cansam de aproveitar de tudo isso!
grande abraço