Páginas

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Grandes Craques: Romário

Caros,

O blog Chutebol vasculhou e encontrou esta obra-prima, de encher os olhos: a estreia de Romário com a camisa do Barcelona, em 1994. No vídeo abaixo seguem-se lances simplesmente geniais, numa mesma partida - e para tentar capturar algo do inapreensível, do gênio de Romário, um outro craque, Tostão (este também com as palavras), nos dá uma força em primoroso texto logo abaixo. O vídeo tem quatro minutos e vale assistir cada segundo. Divirtam-se!


"Quando peço a presença de um típico jogador de frente na seleção, não penso nos que somente sabem empurrar a bola para as redes. Esses só brilham nos clubes.

Penso no atacante que atua entre os zagueiros, com um olho na bola, e o outro no passe do companheiro; que funciona de pivô, de tabela e de distribuidor de jogo; que se coloca no limite do impedimento, com o corpo em posição para receber a bola na frente, antes dos zagueiros, como Romário.

Penso no atacante habilidoso, e que, nos mínimos espaços, domina, dribla, tabela, passa ou finaliza com precisão, como Romário.

Penso no atacante capaz de recuar, receber a bola e enfiá-la entre os zagueiros, para o companheiro fazer o gol, como Romário.

Penso no atacante experiente, sábio, que sabe esperar o momento exato de brilhar, sem ansiedade, como Romário.

Penso no atacante que sabe, antes dos outros, aonde a bola vai chegar, como Romário."

[Adaptado da coluna de Tostão na 'Folha de S. Paulo', em 30/04/00]

Nenhum comentário: