Páginas

segunda-feira, 24 de junho de 2013

Futebol e Superstição

Caríssimos,

O blog Chutebol traz uma pequena e bem humorada crônica de Luis Fernando Verissimo sobre a superstição, sempre tão presente no futebol, em especial nas partidas contra o Uruguai... Você também tem manias esquisitas quando vai torcer??

"Superstição

Na Copa do Mundo de 94, só fui a todos os jogos do Brasil vestindo a mesma camisa e fiz questão de que todos os que estavam ao meu lado na tribuna de imprensa sentassem exatamente na mesma posição porque no primeiro jogo deu certo. Claro que não foi minha camisa nem a formação repetida na tribuna de imprensa que ganharam a Copa. Se eu pensasse isto, aí sim seria um supersticioso. Foram a minha camisa, a formação na tribuna e os jogadores em campo, nesta ordem de importância, os responsáveis pela vitória.



No fim, nós, pitorescos subdesenvolvidos, não precisávamos nos envergonhar das nossas esquisitices nos Estados Unidos. Bastava entrar no elevador de qualquer edifício americano. Nenhum deles tem o 13o andar. A numeração pula do 12 para o 14 e ninguém se espanta muito com isso, nem protesta que o 14 é apenas o 13 com pseudônimo. No país da técnica e do progresso, os arranha-céus têm sempre um andar a menos do que dizem. Por medo do número 13. Esquisitos são eles.

***
Agora: dizem que a perspectiva de enfrentar o Uruguai deixa até Deus preocupado. 'Essa nem Eu controlo', costuma dizer o Todo-Poderoso, encurvado sobre os seus esquemas."

[Adaptado de: Veríssimo, 'Superstição'. Do livro 'A eterna privação do zagueiro absoluto", 1999]

2 comentários:

Jacqueline, mãe do Pedrp disse...

Rodrigo,

Adoramos o blog!

Rodrigo Tupinambá Carvão disse...

Valeu!