Páginas

quarta-feira, 19 de junho de 2013

As mesmas coisas

As coisas não querem mais ser vistas por pessoas
razoáveis:
Elas desejam ser olhadas de azul - 
Que nem uma criança que você olha de ave.

(Manoel de Barros, O Livro das Ignorãças, 1993)



5 comentários:

Silvia disse...

Manoel de Barros é o nosso Guimarães Rosa da poesia! Muito linda!

Beijos

Tia

Katia disse...

Rodrigo,você é demais!

Gisele disse...

Amooooooooooo !!!
Valeu
Manoel de Barros eh mt presente por aqui !
bj
Obrigada

Gysa disse...

Quando eu descuido, vc me arrebata.
Lindo de Manoel de Barros.

Xero,

Mi disse...

Ave com asas para voar e raízes para voltar !