Páginas

quarta-feira, 27 de março de 2013

Neymar x Messi: culturas distintas

Caros,

O blog Chutebol apresenta abaixo um vídeo que nos lembra o abismo que existe entre o craque (consagrado) Messi, e o (projeto de) craque Neymar. E levantamos a discussão: por que os jogadores brasileiros vêm cultivando hábitos tão irritantes, como esse de simular faltas, no lugar de partir com sede rumo ao gol adversário? O vídeo é simplesmente impressionante!



E é uma belezura porque mostra exatamente isso: parece uma diferença não apenas de dois indivíduos, dois jogadores, mas de duas culturas distintas convivendo atualmente no futebol. E a parte ruim agora está do lado de cá do Atlântico: jogadores não só simulando faltas, mas tentando se valer de uma suposta malandragem, como ser tocado e fingir que foi agredido; jogador dando carrinho 'pra galera', sem a menor necessidade; jogador gesticulando acintosamente, ao ser derrubado numa falta comum de jogo. E, claro, os jogadores violentos, os que dão por trás com a certeza da impunidade.

Uma coisa temos percebido em nossas aulas: como isso tudo atinge em cheio a infância! Crianças se jogando no chão, rolando pra lá e pra cá, crianças se agarrando na área no momento de um escanteio, e por aí vai. Quer dizer, no contexto atual, aonde imagens e informações ganharam proporções imensas, todo mundo vê tudo. Com as crianças, não é diferente! 

Não são poucas as vezes em que precisamos parar um jogo para dizer ao aluno que aquele agarra-agarra, que ele vê na televisão, não é permitido, que aquilo ali não está certo, que os jogadores profissionais estão fazendo muita bobagem. Mas... por que, aqui no Brasil, os jogadores andam fazendo tanta besteira, e o nível está tão ruim? Por que hoje todo mundo para pra assistir o Barcelona, a Espanha, a Argentina, a Itália, e ninguém dá muita bola pra jogo do Flamengo, do Vasco, da Seleção?...

Bem, isso é uma discussão muito abrangente, que não vai caber aqui, mas é evidente que passa por dirigentes, treinadores, e por como as categorias de base estão sendo administradas, o que está sendo ensinado desde a infância. Sim, futebol é talento, mas como toda atividade humana é passível de processos de aprendizagem, certo? O que estamos desaprendendo? A elegância e o fairplay, certamente.

Então até quando vamos ter de aturar essa cultura chinfrim, de simulação, pancada, correria e chutão? Daqui, do nosso cantinho, vamos repetindo no dia a dia: "Fulano, levanta que isso não é falta! Zezinho, agarrar não pode, o jogador que você vê na tv fazendo isso está errado, não é porque ele faz e aparece na tv que está certo!", e por aí vai...

E, honestamente, não me lembro de jogar bola, quando criança, e ter essa coisa toda de se jogar, de ficar segurando o adversário, de ficar dando chilique no meio do campo. Na pelada, quem fazia isso era repreendido, ou mesmo levava era uns cascudos do próprio time, pra voltar a jogar na bola...

Deixe aqui seu comentário!

Aquele abraço, saudações esportivas

12 comentários:

Rodrigo Tupinambá Carvão disse...

Acabo de ver que o vídeo só pode ser assistido no Youtube, basta clicar no link que eles mostram aí!

Abraço!

Bebeto disse...

Concordo totalmente, Rodrigo: a diferença é cultural, de comportamento, de atitude e também de tática e estratégia de jogo.

abs

Bebeto

Rodrigo Tupinambá Carvão disse...

Falou tudo Bebeto, atitude!
Grande abraço!

Lucas Santtana disse...

esse video deveria ser enviado ao neymar, para que ele tenha mais objetividade em direção ao gol.
ao mesmo tempo, não dá para comparar os 2. o messi é muito mais jogador em qualquer aspecto.
abs

Rodrigo Tupinambá Carvão disse...

Boa Lucas, mas será que o Neymar teria humildade pra assistir?
abs

Guilherme disse...

Grato pela oportunidade de ler o teu blog.
Abç! Guilherme Locks

Lucas disse...

vai ter que ter né? ele quer ir para a europa, ele quer ser o melhor do mundo alguma hora. está todo mundo em cima dele em relação a isso. acho que aos poucos vai entrando na cabeça. torcemos para que sim. hahaha

Alfredo disse...

Muito bem editado o vídeo. Concordo 100%!

Paulo disse...

Muito bom. Esclarecedor.
Abrs!!

Daniela Azevedo Olivert disse...

muito legal!!
Francisco Patiño

Daniela Azevedo Olivert disse...

Muito legal!!Adorei! Valeu!
Francisco Patiño

Flavia disse...

Rodrigo, eu penso que os dois são gênios da bola, mas não esqueça que o Messi recebe passes incríveis de seus colegas de time, enquanto o Neymar faz tudo praticamente sozinho!

Abs