Páginas

segunda-feira, 4 de março de 2013

Chutebol & Poesia

Caríssimos,

O blog Chutebol joga nas onze e, para dar um refresco, também vai de poesia! O amigo Rodrigo Ielpo foi no fundo e cruzou essa aqui pra gente, como quem diz: "Faz e me abraça!".

Então lá vai, com açúcar, com afeto...
Valeu, Ielpo!


Metafísica da Bola 
(Rodrigo Ielpo)

É ponta é penta é placa
A galera quer o gol
Se emperra, peca, empaca
Não tem graça, não tem show

Ajeita, enfeita, bate
Azeita o tiro, a direção
Entorta, engana o empate
Atenta o tento em progressão

Pra toda ontologia
Da magia dos gramados
O drible endiabrado
Faz aqui filosofia:

Balão, caneta, vaca
Desgraça o adversário
Bicão, pancada, racha
É jogo só pra otário

Que a bola é valentia
Se vadia do quadrado
E come o equilibrado
Sem ter hora nem ter dia

Esquece economia
Destrava a inflação
O gol é euforia
Vale o berro e a emoção

Se de canela é parte
Melhor com o coração
De letra tem mais arte
Bicicleta é perfeição

Esquece o zero a zero
Estanca essa intenção
Libera a vera o esmero
Do atacante em evolução

Que o gol é serventia
pra toda uma nação
E a sua galhardia
Não tem ai nem discussão

3 comentários:

Gysa disse...

Eu sabia que sairia gol dessa dupla.
Aos Rodrigos da minha vida (Tupi e Ielpo).

Parabéns!

Xero,

Patricia Fernandes disse...

Muito legal, amei!!

Rodrigo Tupinambá Carvão disse...

Valeu!!