Páginas

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Copa Futsal 2014 - 3a Rodada

Prezados Torcedores Responsáveis,

É com muita vontade de entrar em campo que divulgamos logo abaixo a 3a Rodada da Copa do Mundo de Futsal 2014!

[A Suíça vai à luta!!]

Confira a equipe e o jogo do seu craque:

Sábado, 01 de Novembro:

15h = Suíça x Holanda [Sub-10]
16h = Itália x Inglaterra [Sub-10]
17h = Japão x Rep. Tcheca [Sub-14]
17h30 = Espanha x Suécia [Sub-10]

Domingo, 02 de Novembro:

12h30 = Uruguai x Colômbia [Sub-12]
14h30 = Austrália x Costa Rica [Sub-12]
15h = Peru x Argentina [Sub-12]


Local: Clube Militar
Comparecer uniformizado, 15 minutos antes do horário previsto.

Contamos com a sua torcida - vamos com tudo!!
Aquele abraço, saudações esportivas


quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Da relação Professor - Aluno

Caríssimos,

Nesta semana foram comemoradas duas datas muito caras ao blog Chutebol: o Dia das Crianças e o Dia do Professor. Não poderíamos nos furtar a deixar aqui umas palavrinhas...

[Clique na charge!]
Freud disse uma vez que a educação era das profissões impossíveis. O gênio da Bergasse 19 talvez estivesse apenas nos lembrando que sempre vai existir algo de indomável no ser humano. Claro, pois a partir de sua hipótese do inconsciente - logo de que não somos governados apenas pela razão - há o irredutível daquilo que é propriamente humano. Noutras palavras: você pode ensinar o que quiser; o que cada aluno vai aprender são outros quinhentos. Na charge acima, Calvin desnuda o 'insolúvel' da educação.

Daí que, no cotidiano do Chutebol, fica cada vez mais claro pra nós a importância de estar atento à singularidade do aluno. Não quero com isso fazer confusão com algo que considero tolo e infantil na cultura contemporânea em geral, a saber: a ideia narcisista de que tudo deve girar ao nosso redor. Mas sim de poder ficar atento às diferenças. 

Numa mesma atividade, transmitida para uma turma, a maneira de cada um se apropriar dela e seu próprio desempenho (e espontaneidade na ação) irá depender fatalmente de sua subjetividade: a história de vida, seu temperamento, a cultura familiar e social em que o fulaninho é criado e está inserido. Isso nos leva à ideia de que a base para a aprendizagem possível está evidentemente na qualidade da relação professor - aluno.

Tal relação é absolutamente a base do processo educativo. É fundamental estabelecer uma ponte  pessoa a pessoa com a criança. Tratá-la como 'tatibitati' ou, ao contrário, submetendo-a de maneira autoritária, dá no mesmo: ela não encontrará ambiente propício para se manifestar de modo espontâneo. Digo, para a criança ser espontânea, é preciso que o adulto também o seja. Conversar, abrir o jogo, poder mostrar-se alegre quando está - ou meio borocoxô, se for o caso. Claro, sem deixar a peteca cair. Os alunos entendem isso, porque eles também sentem como nós. Poder ser mais duro em alguns momentos, mais afável ou brincalhão em outros. Tipo a vida como ela é.

Se o professor estiver atento à condução do grupo, sem perder de vista a complexidade das singularidades (árdua tarefa!), tanto melhor será o ambiente e, consequentemente, os progressos pedagógicos. O blog Chutebol deixa aqui um grande abraço aos professores brasileiros por seu incansável trabalho - e outro para as crianças, por nos encherem de esperança todos os dias.

Saudações esportivas

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Explicando

Caros (as),

O blog Chutebol traz hoje um pequeno recorte de 'Mania de Explicação', de Adriana Falcão. Com ilustração da consagrada Massarani, essa graça de livro brinca com as muitas perguntas que as crianças fazem - e que nós, adultos, tantas vezes nos enrolamos para tentar explicar... Boa leitura!

 

Explicação é uma frase que se acha mais importante do que a palavra.
Filósofo é quem, em vez de ver televisão, prefere ficar pensando pensamentos.
Irritação é um alarme de carro que dispara bem no meio do seu peito.

Solidão é uma ilha com saudade de barco.
Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança pra acontecer de novo e não consegue.
Lembrança é quando, mesmo sem autorização, o seu pensamento representa um capítulo.

Pouco é menos da metade.
Muito é quando os dedos da mão não são suficientes.

Desespero são dez milhões de fogareiros acesos dentro da sua cabeça.
Angústia é um nó muito apertado bem no meio do seu sossego.

Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele.
Sucesso é quando você faz o que sabe fazer só que todo mundo percebe.
Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.

Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros.

(...)

[Adaptado de 'Mania de Explicação', de Adriana Falcão - 2001]
 

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Copa Futsal 2014: Resultados da 2a Rodada

Prezados Torcedores Responsáveis,

Seguem abaixo os resultados da 2a Rodada da Copa do Mundo de Futsal 2014 - as fotos da competição estão no link: Álbum da Copa Futsal 2014 (clique). Ou ainda na barra direita (canto inferior) do blog.

Mande suas fotos pra nós!

[O Japão se recuperou e goleou: 4x0]

Uruguai 1x2 México [sub-12]
Peru 4x3 Paraguai [sub-12]
Espanha 2x2 Portugal [sub-10]
Itália 1x1 Suécia [sub-10]
Austrália 4x0 EUA [sub-12]
Japão 4x0 Nigéria [sub-14]
Suíça 0x0 Croácia [sub-10]

*Comentários:

Podemos dizer que os resultados foram bons, de um modo geral, nesta segunda rodada. Até agora disputamos 14 partidas na competição e perdemos apenas duas. Lembrando de alguns momentos marcantes, o Japão jogou com uma disposição e intensidade que ainda não havia apresentado, por isso venceu muito bem; que a Austrália portou-se taticamente impecável; que Espanha e Suíça jogaram bem e fizeram jogos duríssimos e emocionantes apesar do empate; que Itália e Uruguai não estiveram em seus melhores dias; e que o Peru mostrou uma boa técnica e venceu bem, mas ainda nos parece uma equipe irregular, alternando ótimos momentos com desatenção na partida. 

Agora, de verdade, o que mais importa pra nós é poder perceber evolução nos jogadores e nas equipes: posicionamento, alternativas de jogo, amadurecimento emocional. Às vezes podemos perceber maior evolução numa derrota do que numa vitória - isso em nada contradiz o desejo de vencer. O que tem saltado aos olhos é o equilíbrio do torneio este ano, e também de um nível mais alto do futsal apresentado pelos diversos times. Acredito que, por ser um evento que vem sendo realizado ano após ano, os jogadores e as agremiações vão se conhecendo, se aprimorando mais, treinando mais - e tudo isso resulta numa maior competitividade.

Uma dúvida comum dos pais é se 'pode ficar gritando com o jogador?'. O que costumamos apresentar aos alunos é que há lugares distintos no imaginário da competição: o pai vira 'torcedor'; o professor vira 'treinador'; o aluno vira 'jogador'. A fantasia entra em cena. Assim, contanto que as partes possam dialogar e se expressar, sem no entanto perder de vista o lugar de cada um, a torcida é algo absolutamente natural e desejável numa partida! O aluno/jogador vai percebendo aos poucos a importância de se ater aos combinados da equipe, e isso inclui estar lá naquele caldeirão com uma arquibancada que quer ajudar, à sua maneira. Sem problemas.

Acredito que uma questão fundamental neste cenário complexo (uma simples partida de futebol!) diz respeito a como lidar com os erros. O jogador erra, o treinador erra, o árbitro erra, o torcedor... bem, este não erra - mas também não joga. Logo, para a molecada que está lá na quadra se esforçando, com o sangue quente, é fundamental não perder a espontaneidade. Procuramos estabelecer uma proposta de jogo em cima da qual cada um possa criar à sua maneira, mantendo uma ideia de conjunto. Para o fulano carregar a bola com liberdade e criar, sicrano deve estar na cobertura - e por aí vai. Neste engrenagem se forma uma equipe.

Para cada falha de algum de nós, o que se espera dos adultos é que sejamos isso: adultos. Para que o aluno/jogador em formação possa atravessar seus desafios minimizando o medo de errar. Poder jogar, errar, se refazer, acertar. O futebol é um esporte muito duro e particularmente cruel às vezes, mas a cada grito de gol são toneladas de alegria que compensam todo um esforço.

Obrigado pelo apoio das famílias e até a próxima rodada!