Páginas

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Horário de Férias 2017

Feliz Ano Novo!



O Chutebol retorna dia 11/01 (4af) às atividades - em horário especial de férias:

4a e 6a:

9h = alunos até 10 anos


17h15 = alunos até 10 anos
18h15 = alunos a partir de 11 anos + Feminino Adolescente.


*Feminino Adulto: 3a e 5a às 20h30.

**Amigos e convidados são muito bem-vindos!

Aquele abraço, saudações esportivas

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Sobre a esperança

Prezados (as),

O blog Chutebol vai entrar de recesso. Não foram poucas as emoções deste, digamos, conturbado 2016. Tenho escutado muitas queixas sobre o ano, mas lembrei que a Terra e o Sol não sabem nada do tempo humano - simplesmente não é do interesse de um, nem de outro. Eles continuam, em seus movimentos, fazendo o que têm de fazer. Ainda que tenhamos precisado inventar as medidas do tempo para nos organizar, louvando ou amaldiçoando-as, o dia continua vindo após a noite.



Isso me lembrou da importância de uma qualidade humana fundamental: a esperança.

É curioso como este tipo de palavra pode, facilmente, cair num otimismo abobalhado, água com açúcar, bem próprio de nossa época. Mas, na verdade, me refiro à esperança como uma qualidade afetiva que remonta aos primórdios da constituição de cada pessoa.

O bebê humano, além dos cuidados biológicos de que precisa em sua empreitada (e que são interpretados por ele, em condições normais, como expressão de amor), já carrega consigo experiências psíquicas primitivas que antecedem a aquisição da fala. Estou falando de sentimentos muito comuns, de experiências de satisfação e alegria, por exemplo, que qualquer pessoa que tenha estado junto a um bebê, com alguma atenção, pode perceber. Dentre estes sentimentos estão também aqueles ruins, ameaçadores, angústias terríveis. Uma delas, devastadora, é perder a esperança. Explico.

Continuar a viver, sabemos, não se resume aos cuidados materiais imprescindíveis. Evidente que, sem estes, a vida também fica em risco. Mas o que quero dizer é que existe, em nossa constituição psíquica, uma demanda além da biologia. Querendo ou não, o bicho humano precisa produzir sentidos para  continuar a viver. E, nos estágios iniciais da vida, isto é proporcionado pelo simples e profundo reconhecimento de existir. Em outras palavras, reconhecemos nossa existência (e o valor dela) quando os outros nos reconhecem.

A mãe que sorri para o bebê, que sorri para a mãe, que sorri de volta, proporciona a ele um motivo para ter gosto em viver. Sem essa dinâmica, convenhamos, fica tudo muito pesado. Isso o empurra adiante, na esperança genuína de voltar a se emocionar e a usufruir daquilo - e de todas as outras coisas boas que a pessoa vai descobrindo, se tudo correr razoavelmente bem. As representações afetivas vão ganhando complexidade ao longo da vida.

Os pais da foto acima, na última semana, me remeteram a essa ideia. As crianças precisam que os adultos acreditem em alguma coisa. Noutras palavras, que não percam a esperança. Para que elas possam sorrir de volta. Valorizar as atividades infantis, como um jogo de futebol,  por exemplo, é uma maneira de estas coisas ganharem expressão.

O otimismo ingênuo é diferente da esperança. O primeiro tenta negar as dificuldades. A segunda só existe, justamente, por reconhecê-las - e empresta sentido às nossas vidas. O dia continua vindo após a noite.

Desejamos a todos um Feliz Natal - e um 2017 com esperanças renovadas!

Aquele abraço, saudações esportivas

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Registro: I Torneio Chutebol Feminino 2016

Prezadas (os),

O I Torneio Chutebol Feminino foi demais! Muita emoção e ótimas partidas! O Clube Militar/Projeto Chutebol e o Gurilândia se enfrentaram com duas equipes cada, em jogos muito disputados e de ótimo nível!

Seguem abaixo a classificação e algumas fotos. As fotos completas estão no nosso álbum:


Campeã: Gurilândia 1 (amarelo) / 3o lugar: Gurilândia 2 (lilás)



Vice-Campeã: Clube Militar/Chutebol 1 




4o lugar: Clube Militar/Chutebol 2




*Premiação Especial 

Craque: Maria Victória (Gurilândia 1)
Artilheiras: Maria Victória (Gurilândia 1) e Lelê (Clube Militar/Chutebol 1)
Melhor Goleira:Gurilândia 1
Medalha Raça: Victória Scholte (Clube Militar/Chutebol 2)

***
Agradecemos a todas as participantes e à empolgada torcida! Mantemos nosso compromisso com o apoio ao futsal feminino no Brasil, incentivando a competição saudável e o amparo necessário para as aprendizagens que a competição proporciona.

Acreditamos que é preciso cultivar com esmero a cultura do jogo feminino. Não há motivo algum para que isto não aconteça. Contamos com vocês!

Ano que vem, tem mais!
Aquele abraço, saudações esportivas

Registro: Torneio Interno Dezembro/16

Prezados Torcedores Responsáveis,

Seguem abaixo os resultados, fotos e comentários do nosso sensacional Torneio Interno de Dezembro! As fotos completas estão em nosso álbum:


Categoria 08 a 10 anos (Capitães com*):

CampeãoVai tomar Caneta [Arthur Storino*, Lourenço, Gabriel Junqueira, Pedro Abba, Miguel Mexas, Lucca].

[Campeão!]

Vice-CampeãoBranquelos do Pedaço [Ravi*, Victorino, João Jabor, Ricardinho, J. Pedro Pinho, Francesco, Gabriel Martin.]

3o LugarForça Chape [J. Pedro Ávila*, Diogo, Pedro Futura, Bem Moura, Daniel Matta, Pietro]

4o LugarChape Mirim [Antonio Salomone*, Felipe Mattos, Felipe Bastos, João Caminha, Pedro Porto, Gabriel Kalil]








5o LugarBatatões [Gustavo Portela*, Felipe Oioli, Dante, Bento, Felipe Lopes.]

6o Lugar: Batatas FC [Théo*, J. Victor Paraíso, Pedro Burlamaqui, Lucas Bond, Daniel Holck, Henrique Bahiense]






*Premiação Especial (a cor corresponde à equipe):

Craque: Ricardinho
Artilheiro: Arthur Stonino.
Melhor Goleiro: Victorino
Medalha Raça: Diogo Gavinho



***

Categoria 11 a 14 anos (Capitães com*):

CampeãoLondrina de Chapecó [Gabriel Quintas*, João Victor Terra, Luiz Fernando, Enzo Orletti, Rafael Protasio] 



Vice-CampeãoFutebol Clube [Mathias Sussekind*, Rafael Bittencourt, Thomaz, Hugo, Vinícius Barros]




3o LugarBreno e os Outros [Breno*, Igor, João Pedro Araes, Bernardo Pessoa, Matheus Arantes]



4o LugarCondacoense [Antonio Nery*, Gabriel Arcalji, Thiago Bacellar, Bernardo Pimentel, Murilo, Thiago Bacellar].



*Premiação Especial (a cor corresponde à equipe):

Craque: Enzo Orletti
Artilheiro: João Victor Terra.
Melhor Goleiro:Thiago Bacellar
Medalha Raça: Bernardo Pimentel

***
Agradecemos às famílias pelo apoio e pela torcida! Mantemos o compromisso com a nossa proposta de proporcionar as condições para que o momento competitivo seja vivido de maneira saudável, entre suas dores e delícias! Não deixem de clicar no álbum para ver as fotos, são lindos momentos!

Tudo isto implica acolhimento e incentivo para que o aluno se arrisque ao jogo - sempre com o amparo de pais e professores. Assistimos a ótimas partidas e ficamos muito felizes com a evolução da molecada! Ano que vem tem mais!!

Aquele abraço, saudações esportivas